quarta-feira, 2 de abril de 2014

Especial Boavista!

110 anos de grande história!


Queria começar por diz que sou simpatizante natural do Boavista e grande parte deste especial Boavista passa pela época de 2000/2001 na qual se tornou campeão nacional, e que este aspecto foi muito bem abordado pelo blog axadrezados1903. Eu quero apenas ser mais um a transmitir e reforçar o espírito boavisteiro e reforçar também, o desejo de que VOLTE já para a próxima época à primeira liga portuguesa!

Vou falar do seguinte:
  • Hino
  • História geral
  • Presidentes e Treinadores
  • Títulos
  • Grandes nomes
  • Boavista campeão nacional (2000/2001)
  • Boavista 2001/2002 
  • Ciclo negativo




HINO DO BOAVISTA



Boavista, Boavista, É do Porto muito amado;       
Tem distintivo bairrista
Preto e branco axadrezado.
E no estádio a multidão,
Quando ele entra na pista,
Rompe nesta saudação:
Boavista! ... Boavista! ...


Luta sempre com vigor,
É brioso e é leal;
No prélio põe todo o ardor
De princípio até final;
No seu vibrar sempre amigo,
No seu porte sem igual,
Ama o estandarte querido,
Prestígio de Portugal!


Vamos em frente
Pela bandeira
Vê-la fulgente
E altaneira,
Ser desportista
Puro Ideal,
P' lo Boavista! ...
Arraial, arraial, arraial!


A letra e música foi composta por Manuel de Almeida e recomposta por José Aguiar, que a tornou naquilo que é hoje. Este é o hino que ecoa pelo estádio e que é cantado pelas claques do Boavista, "Panteras Negras" e "Ala Dura". A letra faz a ligação entre o clube e a cidade, mas também a ligação entre o estandarte e o nome de Portugal.

História geral

O Boavista é um clube com sede no bairro da Boavista, concelho do Porto. Foi fundado em 1903 e conheceu ao longo destes 110 anos de história uma montanha russa de eventos. O percurso do clube desportivamente nunca foi o mais consistente. Chegou a vencer o já extinto Campeonato do Porto, a 1913/1914 mas nunca foi um clube que se impusesse definitivamente como um grande e conheceu a II divisão por várias vezes na sua história, chegando mesmo a cair para a 3ª divisão em 1966. A verdade é que apenas 9 anos depois o Boavista estava de volta aos grandes de Portugal com Maria José Pedroto ao leme conquistando, pela primeira vez, um 2º lugar na Primeira Liga e a sua primeira Taça de Portugal. Seria uma década positiva esta a de 70 com o regresso em força à Primeira Liga tendo ganho 4 títulos na mesma.
Década de 80
O Boavista entra na década de 80 e 90 numa nova era: a de Loureiro. Mas não era nos camarotes que se jogava mas sim em campo e o Boavista ganhou o seu espaço após as grandes conquistas dos anos 70. O Boavista afirmava-se cada vez mais como uma grande fonte de jovens talentosos, vendendo a Benfica, Sporting e demais clubes. Passa então a disputar o "trono" de quarto melhor de Portugal que pertencia indiscutivelmente ao Belenenses. O Boavista brilhou, dentro e fora de portas, vencendo Benfica, Sporting e Porto a nivel nacional e Lazio e Inter a nível internacional. Foi sem surpresa por isso, que o Boavista se afirmou ainda mais na década de 90. Estabilidade e mais algumas conquistas marcaram o percurso desta década, passando por 2 Taças de Portugal, 2 Supertaças, mais um segundo lugar num ano em que podia muito bem ter sido campeão e onde venceu o Benfica por 0-3, no estádio do Benfica. Isto em 98/99. Pois bem, bastaram dois anos até o Boavista atingir o seu clímax desportivo! Em 2000/2001 sagrava-se campeão nacional, o primeiro do século XXI!  Seguiu-se um 2º lugar no ano seguinte e uma grande participação europeia, com o Boavista a passar a fase de grupos da Champions e já na época 2002/2003 o clube a atingir as meias-finais da UEFA Cup, actual Liga Europa. Mas o sucesso do Boavista infelizmente ficaria por aí. Durante os anos que se seguiram o clube não conseguiu fazer melhor que dois sextos lugares vindo a ser despromovido para jogar na segunda divisão portuguesa na época de 2008/2009. Actualmente percorre o seu lento caminho nas divisões inferiores do futebol português, no Campeonato Nacional de Seniores Subidas Zona Norte. No entanto, com recurso à sede de justiça e consequente confirmação do pedido de regresso à Primeira Liga Portuguesa, o Boavista tem agora a possibilidade de regressar já na próxima época à mesma, pedido que aliás já formalizou. Welcome back panteras!

Presidentes e Treinadores

Jaime Pacheco, treinador campeão
Passaram pelo Boavista 7 presidentes que conheceram entre eles, realidades diferentes no tempo em que presidiram o clube. Olimpio de Magalhães Pinto foi o primeiro presidente que esteve à frente do clube, entre 1970 e 1980. Não confundir com surgimento do clube. O clube apenas adoptou o este sistema em 1970 e por isso, só nesse ano surgiu o primeiro presidente de clube. Eduardo Taveira da Mota foi o segundo que esteve apenas 3 anos, até 1983. É o fim de um presidente e o inicio de uma era: era Loureiro. Valentim dos Santos Loureiro foi presidente do clube durante 14 anos até 1997, substituído por quem mais senão, o filho, João Eduardo Pinto de Loureiro que esteve à frente do clube até 2007, cerca de 10 anos. Seguiram-se Joaquim Teixeira, até 2008, Álvaro Braga Júnior até 2012, Manuel Maio, 2012-2013 e a volta do antigo presidente de maior sucesso do clube: João Eduardo Pinto de Loureiro, o actual presidente.
Pelo Boavista passaram grandes treinadores com os quais o clube atingiu outros níveis de patamares. Foram eles por exemplo Jimmy Hagan, o grande José Maria Pedroto que em dois anos levou o Boavista à conquista de duas taças de Portugal e um segundo lugar e no ano seguinte a primeira Supertaça Cândido de Oliveira. Outros nomes como Manuel José, Mário Reis, todos contribuíram para o sucesso do Boavista mas talvez nenhum deles conseguiu levar o Boavista ao estrelato, como Jaime Pacheco. Falarei sobre ele mais à frente. Actualmente o treinador do clube é Petit, um nome bem conhecido no seio Boavisteiro e do futebol nacional.

Títulos
O Boavista é detentor de 12 títulos a nível profissional de futebol nacional. São eles:

  • 1 Liga Portuguesa - 2000/2001






  • 5 Taças de Portugal
José Maria Pedroto erguendo a Taça de Portugal pelo Boavista
  • 3 Supertaça Cândido de Oliveira



  • 2 II divisão

  • 1 Campeonato do Porto

Grandes Nomes

O Boavista foi também um clube com muito reconhecimento na sua formação ao longo dos anos. Foi do clube que saíram grandes nomes do futebol português do século XXI. Nomes como Petit, Nuno Gomes, João Vieira Pinto que ecoaram no Benfica e no próprio Boavista. Nomes como Pedro Emanuel que se tornaria campeão europeu pelo Porto. Bosingwa e Raul Meireles que também passaram pelo Porto e que ainda hoje são jogadores de selecção nacional, entre vários outros jogadores de qualidade que passaram pelo Boavista. Lembrar por exemplo a rápida passagem de Hasselbaink que fez 29 jogos pelo clube marcando 20 golos e que mais tarde se revelaria grande jogador em clubes como Atlético de Madrid e Chelsea onde em 136 jogos apontou 70 golos! Referência também para o fantástico guarda-redes que defendeu a baliza do Boavista durante 8 épocas e que viria a defender as do Sporting mais tarde durante 4, e que brilhou no Campeonato da Europa de 2004 e Mundial de 2006 pela selecção portuguesa: Ricardo.

Boavista finalmente campeão (2000/2001)

O Boavista ou "Boavistão" como carinhosamente chamado, entra no século XXI com uma bagagem de estabilidade e afirmação como um grande clube de Portugal, que construiu e elevou ao longo de 30 anos. Com uma grande Era de presidência do Major Valentim Loureiro e depois com o seu filho Dr João Loureiro o Boavista toma um rumo vitorioso ao longo dessas 3 décadas com 8 títulos conquistados e chega à época 2000/2001 depois de um recente 2º lugar, seguido de um 4º. Apesar das boas classificações, o clube jamais esperaria estar na contenda pelo título nacional. Benfica, Sporting e Porto mantinham-se como os grandes de Portugal, com o Belenenses e o Boavista à perna. Estas eram as perspectivas. Em boa verdade adequadas num inicio de época. 
Mas as coisas foram bem diferentes. Aqui fica um vídeo do resumo de uma época inesperada:


Este o jogo que consagrou o clube:



Esta a classificação final:


Como se pode ver pela classificação, foi uma época desastrosa para o Benfica que terminou em 6º. Também o Sporting acabou algo aquém das expectativas apesar do 3º lugar e a luta pelo título ficou renhida até ao fim entre Porto e Boavista. 
Como seria de esperar os jornais falaram de um título histórico para um clube que atingia o culminar de 3 décadas de afirmação.



 A consagração de um presidente e de um treinador que procuraram muito este título.



O Boavista movia multidões e contou com o total apoio dos adeptos neste processo de crescimento, não só desportivamente mas também financeiramente. 



Época 2001/2002

Esta foi mais uma época de consagração para o clube. Teve uma excelente participação na Liga dos Campeões e conseguiu um 2º lugar na Liga Portuguesa. Aquilo que clubes como o Benfica e Porto ainda hoje têm dificuldade em atingir, o Boavista conseguiu um ano depois de se tornar campeão: ultrapassar a fase de grupos, em segundo lugar.




A senda europeia não ficou por aí e na época de 2002/2003, o Boavista atingia as meias finais da Taça UEFA, perdendo com o Celtic com um golo já nos 5 minutos finais, que atiraram o Boavista para fora de uma tão desejada final portuguesa contra o Porto. O auge ficou no entanto por aí. O Boavista ficou apenas em 10º lugar nessa mesma época, o que deu origem a que o clube não marcasse presença nas competições europeias na época seguinte e atingisse sucessivas más classificações a nível interno nos anos vindouros, que afectaram o clube financeiramente e também os níveis anímicos, que começavam a cair.

Ciclo negativo

Como já referi o Boavista viu o seu auge atingido em 2/3 anos, primeiras 3 épocas do século XXI, com uma Liga conquistada e participações europeias de louvar. Mas é também nesse mesma 3ª época que o clube esfria todo o processo que construiu até então. Após 2 anos em que o clube se torna campeão e no ano seguinte consegue o 2º lugar, esperar-se-ia que se afirmasse de vez como um grande em Portugal ou pelo menos como o quarto melhor, já na 3ª época, o que não aconteceu. O clube, apesar de alcançar as meias finais da Taça Uefa, ficou apenas em 10º lugar da liga! Uma desilusão que levantou receios quanto ao futuro se vieram a confirmar bem reais nos anos que se seguiram com um oitavo lugar, dois sextos lugares, e mais um 10º lugar. Este 10º lugar foi também o inicio de um ciclo ainda mais negativo para o clube que se viu envolvido no processo "Apito Dourado" por coação aos árbitros. Apesar do clube ter merecido em campo a manutenção, assim não o acharam os juizes do processo que aprovaram a descida de divisão do Boavista para a Liga Vitalis e o pagamento de uma série de multas! Confesso estar ignorante sobre o processo, mas como adepto de futebol peço que o passado se ponha no passado e se encare o futuro com novos olhos. Boavista andou perto de 7 anos fora da liga portuguesa e é mais que tempo de voltar pelo futebol português que tanto quer e precisa deste clube histórico.
O clube acaba de ver aprovada a sua candidatura o que significa que muito provavelmente teremos o clube de volta à primeira liga na época 2014/15!
Fim de um ciclo, o começo de outro. Sempre em frente!

Sem comentários :

Enviar um comentário